Mudar de Emprego?

Já reparaste que trabalhar é umas das coisas na qual mais tempo investes durante toda a tua vida?

78 vezes mais tempo a trabalhar do que a fazer sexo, durante o tempo que passas neste planeta (Checka aqui este post da Distractify acerca de onde gastamos o tempo durante a vida).

Para assim ser, trabalhar precisa de ser algo que adoramos mesmo. Diria mais… Já que passamos tanto tempo no trabalho, é bom mesmo que o nosso actual emprego nos permita ser realmente felizes e realizados, não achas?

E é óbvio que assim é para todos nós! Todos adoramos o que fazemos, o sítio e as pessoas com quem trabalhamos e não mudaríamos por nada… Como é óbvio!!! Se passamos mais tempo nisto do que a fazer o amor, nem podia ser de outra maneira.

Not! Infelizmente não é o caso para a maioria de nós.

Pensa um pouco sobre isso. Fazes realmente o que gostas? Sentes que contribuis para algo maior? As tuas segundas-feiras como são? E as relações com os colegas? As coisas não são na verdade tão espectaculares assim não é? Se sentes que o teu trabalho te anda a deixar triste, ansioso, mal-disposto ou impulsivo, talvez devesses fazer uma pausa, relaxar, ler este post, e perceber se estes cinco sinais estão presentes na tua vida profissional:

Just another manic monday.

Mondays Sim! Tal como na música dos The Bangles, se à segunda-feira te sentes louco e começas a semana a desejar que fosse sexta-feira, sempre com saudades do fim-de-semana, alguma coisa está errada. Ainda que seja normal estares um pouco sonolento e rabujento às segundas-feiras (sobretudo se tiveste numa hackathon), andares totalmente miserável por causa disso, não faz sentido nenhum. E então, como são as tuas segundas-feiras?

Não te sentes parte.

Este é um dos mais importantes aspectos a considerar quando estiveres a pensar se vais ou ficas. Claro que o processo de aculturação poderá demorar um bocado, mas nunca mais de 2 ou 3 meses. Se estás no teu emprego actual há mais de 6 meses e, ainda que tenhas o skill-set certo para a função, sentes que de algum modo não fazes parte, então provavelmente está na hora de ir embora. O fit Cultural é tão importante que, com uma simples busca no google, vais encontrar toneladas de artigos a aconselhar as empresas, sobretudo start-ups, acerca de contratar para a cultura e treinar as competências. O Brain Checksy, fundador e CEO da Airbnb avisa até “Don’t F*ck up the culture”.

Tás sempre a “mandar-vir”.

Há alguns estágios relativos ao commitment dos colaboradores, que são observáveis através de alguns comportamentos e dão excelentes pistas sobre se será ou não a hora de ir embora. E estar constantemente a refilar acerca do trabalho é precisamente o último estágio antes de a pessoa abandonar o actual emprego. Se passas as refeições a reclamar junto da tua família acerca de quão mau é o teu actual trabalho, se estás constantemente a dizer aos teus amigos que não concordas com a forma como as coisas são feitas na tua empresa, então está na hora de partires para outra, em busca da felicidade perdida.

Dá-te ao respeito.

Sem dúvida que é extremamente importante respeitarmos os outros, mas não é menos importante que os outros nos respeitem. Se os teus superiores e/ou colegas já não respeitam as tuas ideias, se tens dificuldade em fazeres-te ouvir, isso é considerado uma falta de respeito por ti e deves fazer algo para o mudar. Se sentes que é algo mais permanente, deves considerar uma saída, uma vez que não vais querer ser para sempre apenas e só alguém que serve as idéias dos outros. Outro, e mais agressivo, tipo de falta de respeito é o abuso verbal (já para nem falar do sexual). Se o teu chefe só sabe falar aos gritos, se chamar nomes é algo comum na tua empresa (sim, isto é mais normal do que possas imaginar…), se sentes algum tipo de pressão e persusão coerciva (AKA pressão psicológica ou manipulação), então meu caro estás a sofrer de bullying profissional e tens de sair JÁ!!

And the dollars too…

Já conheces o termo KWAN? Sabes o que significa? É do filme Jerry Maguire, e significa “love, respect, community. And the dollars too, the entire package, the… KWAN!”. É claro que há milhares de coisas mais importantes que o dinheiro (ex: amor, respeito, comunidade), mas, por muito que te custe admiti-lo, o dinheiro é algo que não podes mesmo descurar. Se a empresa em que trabalhas ou o teu departamento se estão a afundar, se o teu salário se atrasa constantemente, não há necessidade nenhuma de te afogares, sobretudo numa área em que a empregabilidade é plena. Está na hora de vestires o salva-vidas, abandonares o barco e mergulhares num novo emprego.

The KWAN

Se não verificas nenhum destes sinais no teu dia-a-dia, parabéns! Provavelmente não há motivo para saíres. E, mesmo que te apercebas que estes sinais estão presentes, até pode fazer sentido manteres-te para já no sítio em que estás por uma questão de estratégia.

E mesmo quando tiveres a certeza que está na hora de mudar, deves manter a cabeça fria e não actuar em desespero, ou corres o risco de ires parar a uma situação semelhante ou até pior. Reflecte acera de quais são os teus objectivos e agenda uma data limite, sendo realista ao fazê-lo. Depois inicia a tua busca. Quando encontrares o emprego que crês ser a melhor opção, é hora de comunicar, mas lembra-te que é tão importante saber sair, como saber entrar. Nunca se sabe o que o amanhã nos reserva.

Se estiveres confuso e achares que uma conversa com alguém da área pode ajudar, convido-te a entrares em contacto comigo que terei todo o prazer em ajudar.

Gostaste do que leste? Então partilha por favor. Gostarias de adicionar algo, ou fazer uma pergunta? Convido-te a comentar e a dizeres o que pensas sobre este tópico!
ricardo
Published 13-11-2015
Duarte Fernandes

Co-Fundador da KWAN, é dinâmico e extrovertido e dedica a maior parte do seu tempo a levar a sua equipa a ultrapassar-se constantemente. Querem vê-lo a sorrir? Mostrem-lhe resultados! O seu ar de durão esconde um dos maiores corações de manteiga do mundo. Quando não está a trabalhar gosta de praticar desporto, ler, escrever e brincar com o Júlio, o seu cão.


Toma controlo da tua carreira.

Fica a par de todas as novidades.

Subscreve.