To Gap Year or Not: Tudo sobre o período Sabático

Find Yo'Self!

É agora que vais fazer um gap year. Andas a pensar na ideia há uns bons meses e chegaste à conclusão que não há solução melhor para vencer as tuas lutas pessoais e trabalhar para seres uma pessoa mais completa

Mas e a tua carreira, família, amigos, animal de estimação e, sobretudo, dinheiro? 😢

Vamos fazer 1 minuto de silêncio por todos os gap years que nunca chegaram a acontecer…

Gap Year é um fenómeno popular entre jovens que acontece, normalmente, antes do início da faculdade ou após o final do curso. Consiste em adquirir experiência (internacional ou não), fora da nossa área de actuação, durante um ano.

Mas sabes qual é a boa notícia? É que esta definição é só mais uma daquelas que puseram numa caixa. Na verdade, podes tirar um gap year ou ano sabático ou, ainda melhor, uma pausa sabática em qualquer altura da tua vida, pelos motivos que quiseres e nas condições que quiseres!

Nesse sentido, falámos com o Pedro Gaudêncio, Full Stack Developer na JungleCoders que tem como lema pessoal fazer intervalos entre empregos para investir em si próprio e descobrir novas motivações:

“A primeira pausa que tirei foi em 2015 com o principal objectivo de investir em mim mas sem planos muito detalhados, expondo-me a ambientes e culturas diferentes, longe de tudo o que conhecia e, especialmente, sozinho.

Fugir um pouco da receita tradicional de escola-emprego-casamento-filhos que está implícita na sociedade pode ser assustador mas, ao mesmo tempo, é uma boa educação e preparação para a vida adulta.”

Por sabermos que o nosso crescimento pessoal é justificado por muito mais do que a rotina nos oferece, reunimos alguns dos motivos que habitualmente justificam as temporadas sabáticas:

Viajar para conhecer novas culturas

Novas Culturas (source)

Já imaginaste estalar os dedos e estar noutro lugar completamente diferente, longe de casa?

Todos os países são distintos e isto inclui hábitos, estilo e condições de vida, valores, comunicação e rotina no geral. Quer isto dizer que ao viajar para conheceres novas culturas, as tuas life skills vão desenvolver-se ao ponto de nem sequer saberes o que andavas a fazer neste planeta antes.

“Mas por onde é que começo?”

Damos-te uma ajuda: um site com informações acerca de todos os países do mundo e com diversos links relevantes onde poderás saber todos os pormenores que precisas sobre os países que gostavas de visitar. Faz uma lista com os países que mais te interessam, reúne toda a informação que conseguires e cria uma rota entre eles.

Mergulhar noutro país e aprender a sua língua

Aprender Novo Idioma

Não era brutal conseguirmos falar com qualquer pessoa do mundo?

Infelizmente, não temos tempo para saber todos os idiomas do planeta mas tirar um período sabático para aprender outra língua, enquanto estás a viver noutro país, é só a forma mais eficaz de te tornares um pro neste tema.

Esquece as aulas de línguas e toda a gramática que tens de aprender… A melhor maneira de começares a falar outro idioma, é mesmo com os locais desse país e a praticar o chamado chunking, que significa aprenderes com expressões e contextos utilizados na rotina diária destes habitantes.

Um estudo feito na Universidade York, em Toronto, no Canadá, descobriu que pessoas bilíngues têm um cérebro mais resiliente, devido ao esforço feito para gerir os dois idiomas. Isto faz com que determinadas partes do cérebro sejam mais exercitadas, ajudando na gestão de tarefas e na concentração, podendo até protegê-lo contra determinados tipos de demência.

Por outro lado e a nível profissional, é sempre uma excelente opção aprender um novo idioma, já que vai ser bastante valorizado pela maior parte dos empregadores, especialmente se estiveres a pensar numa carreira internacional.

Partilhamos contigo quais os melhores idiomas para aprender no teu percurso profissional actualmente.

Descobrir novas vocações

Aprender Coisas Novas

Entre o rumo que a sociedade nos designou - estudar e arranjar um trabalho para fazer dinheiro, para sustentar uma futura família - tiveste tempo para descobrir o que andas cá a fazer?

O Pedro Gaudêncio partilha como é que os gaps que fez o ajudaram a descobrir novos caminhos e vocações:

“No tempo que tirei descobri várias vocações e aprendi bastante, sobretudo: culturas, perspectivas, mentalidades, línguas e sobre pessoas. Aprendi a fazer mergulho e a servir de guia a mergulhadores até 30 metros de profundidade; comuniquei em tailandês, japonês, birmanês e vietnamita; tornei-me fluente em francês; atravessei 3 países à boleia; aprendi a conduzir e explorei o Vietname de mota onde fiz voluntariado e ensinei inglês em escolas, fiquei hospedado e hospedei viajantes através do Couchsurfing; finalmente, aprendi mais que alguma vez procurei aprender e tudo devido à minha atitude e mentalidade aberta para absorver o que as pessoas e lugares nos têm a ensinar.”

Não é fácil perceber por onde começar…

Por esse motivo, existem agências especializadas nestas temporadas sabáticas, que sugerem diferentes programas em diversos países, tendo em conta a experiência que ambicionas ter.

Apostar no Voluntariado

Apostar no Voluntariado

Sabemos que este é um dos clichês mais trendy dos tempos que correm. Não invalida o peso e o valor que a decisão de fazer voluntariado acaba por ter.

A nossa rotina é quase uma maratona diária. Gerir o tempo é um dos maiores desafios que a nossa geração tem em mãos e, por esse motivo, acabamos por esquecer o nosso lado mais altruísta. Nesse sentido, as pausas sabáticas podem ser fundamentais para dar mais de ti às causas sociais!

Queres fazer um intervalo sabático e gostavas de te dedicar a outras motivações que não a tua? Tens aqui a tua oportunidade: dar aulas, dar apoio médico, trabalhar com animais, reconstruir zonas destruídas… Podes optar por fazê-lo na Europa ou mesmo pelo resto do mundo.

Seja qual for a motivação, vai ser um caminho de autodescoberta para ti e uma ajuda sem preço para os que mais precisam.

Trabalhar e dar um boost ao CV

Evolução da Carreira

Um gap year não significa descurar no teu CV, muito pelo contrário. Ao adquirir experiência internacional na tua área, vais abrir portas para o teu caminho profissional quando voltares.

Se tens um trabalho estável, tira uma temporada lá fora para apostar numa posição profissional equiparável à que tens de momento, onde possas desenvolver ainda mais as tuas skills técnicas.

Se vais começar agora o teu percurso profissional, começa a dar os primeiros passos para uma carreira profissional e para ganhar experiência na tua área. Podes iniciar-te com um estágio e depois, quem sabe, evoluir para mais.

O mais importante é que possas conciliar esta fase de autodescoberta com o lado profissional e assim conheces outras culturas, aprendes outras valências, fazes novas e grandes amizades, ao mesmo tempo que apostas na tua carreira. Best 2 in 1 evah!




Esta experiência é para ti ou não?

“Sim… Adorava fazer um período sabático na minha vida, mas onde é que vou arranjar o dinheiro para isso?”

Falámos com o Telmo Martins, adviser na Gap Year, acerca deste receio:

“Em Portugal a ideia começa a ganhar atenção entre jovens e pais, mas entre profissionais existem constrangimentos claros que impedem ser algo viável para grande parte. O conceito de parar por um tempo ainda tem conotações menos positivas em grande parte devido à mentalidade tradicional. O percurso habitual em Portugal é escola/universidade e trabalho, e saltar directamente de um trabalho para outro sem pausas - isto é bastante diferente noutros países. Os constrangimentos são em grande parte monetários, e essa é a principal razão de menos pessoas o fazerem, mas lentamente o conceito se espalha e especialmente o potencial de fazer algo assim, mesmo para aqueles que não o fazem.“

Falta de Dinheiro

Sabemos que a questão monetária é sempre uma preocupação mas, dependendo do teu plano para este gap, podes pensar em alternativas que não matem a tua carteira, como por exemplo procurar um trabalho estável noutro país durante o tempo que for necessário.

Tal como referimos no último ponto deste artigo, isto vai permitir que conheças novas realidades, aprendas novas skills e faças amizades para a vida, ao mesmo tempo que estás a ganhar dinheiro.

Portanto, em vez de te fechares em casa a chorar e a pensar naquilo que esta pausa sabática podia ter sido, faz um sorriso, abre a tua mente e começa a organizar tudo para saíres da tua zona de conforto.

Agora que já te demos os melhores argumentos para tirares um descanso sabático, quando é que vais marcar viagem?

Se ainda tens dúvidas, fala connosco e descobre como te podemos ajudar a tomar a melhor decisão.

Manda-te sem medos e parte à descoberta.

Depois conta-nos como foi! 😊

ricardo
Published 06-09-2017
Margarida Barata

Completamente viciada em viagens, animais e boa comida. O resto do tempo, está a aprender sobre as tendências digitais no mundo do Marketing e da Publicidade.


Toma controlo da tua carreira.

Fica a par de todas as novidades.

Subscreve.