Menu

7 erros a evitar na tua próxima entrevista de trabalho em IT

15 Setembro, 2021
Evita cometer estes 7 erros mais comuns - de acordo com os vários anos de experiência dos recrutadores da KWAN - e arrasa na tua próxima entrevista de emprego em IT!

Imagina que és um programador à procura de um novo desafio profissional. Já ouviste falar da KWAN anteriormente (e como as pessoas são bem recebidas e tratadas aqui!) então decides preencher o formulário de candidatura e agora estás à espera que um dos nossos recrutadores – chamamos-lhes Ambassadors of KWAN  – te contacte.  

Enquanto esperas pelo nosso telefonema, gostaríamos de partilhar contigo algumas dicas para te ajudar na tua próxima entrevista. Estes 7 pontos foram selecionados cuidadosamente após ouvirmos o feedback dos nossos Ambassadors, que têm vários anos de experiência em recrutar programadores como tu e por isso são recomendações nas quais podes confiar.

1. Não preparares o espaço onde vais ter a entrevista  

Vais ser entrevistado por videochamada, diretamente do teu espaço de trabalho, o teu quarto. Tens cerca de 15 minutos para te preparares, por isso vestes uma camisa que te dá um ar profissional, encontras o e-mail com o convite para a reunião e... é isso, certo? 

Se a tua resposta foi “sim”, então esta lista de 7 conselhos vai ser para ti particularmente útil!

Certifica-te que não vais ser incomodado

Isto inclui tanto pessoas que estão ao pé de ti como chamadas que podes receber no teu telemóvel.  

Certifica-te de que ninguém está ao pé de ti para não te incomodar. Antes da entrevista começar, informa a tua família ou os teus colegas de casa que estarás ocupado nas próximas uma a duas horas e pede-lhes para não fazerem barulho.  

“Como deves entender, é bastante incómodo entrevistar um candidato com outra pessoa a limpar, especialmente se estiver a usar o aspirador, ou se o mesmo estiver na sala de estar a poucos metros de familiares ou amigos que estão a conversar ou a ver televisão. Além de ser difícil para o recrutador manter o foco durante a entrevista, não é muito educado da parte do candidato.” - Rita Santos, Ambassador of KWAN. 

Se tiveres mesmo de atender uma chamada telefónica, informa previamente o recrutador 

Se já souberes de antemão que a probabilidade de receberes uma chamada importante é muito alta, avisa o recrutador e pergunta-lhe se não há problema em fazê-lo caso o teu telemóvel comece a tocar a meio da entrevista. 

Ao fazeres isto, o recrutador não vai ficar surpreendido e estará mais propenso a esperar por ti enquanto estás na chamada, pois já vai estar à espera.  

Certifica-te que o teu quarto está arrumado  

Não deixar arrumado o que se vê diante da câmera, como por exemplo, a tua cama e a tua roupa, transmite uma imagem de desorganização. E se o teu quarto não está organizado, na cabeça do recrutador levanta-se a dúvida: será que também és desorganizado a programar? 

Certifica-te que a tua câmera está à tua frente 

Se trabalhas com dois ecrãs e a tua câmera não está à tua frente, o recrutador vai sentir que estás a fazer outra coisa enquanto ele está a entrevistar-te.  

Claro que o contacto visual é a situação mais desejável, mas se não conseguires mover a tua câmera para o ecrã principal no qual estás a olhar de frente, então o melhor que podes fazer é informar o recrutador no início da entrevista sobre esta situação. 

Dica bónus: iluminação! 

Não se diz "luzes, ação" em Hollywood só porque fica bem. Ilumina a tua cara! E não te posiciones em frente a uma janela - isso vai fazer com que o teu rosto desapareça na escuridão. 

2. Saberes quase nada sobre a empresa à qual te estás a candidatar 

“Olá, obrigada por te candidatares à KWAN! Em primeiro lugar, gostaria de te perguntar o que sabes sobre empresa.”. 

“É uma empresa que recruta programadores”. 

Silêncio constrangedor.  

Se isto é a única coisa que sabes acerca da KWAN – ou de qualquer outra empresa – mostra claramente que não fizeste o teu trabalho de casa! Tens tantos meios de informação à tua disposição: site, Linkedin, Youtube, Instagram, etc!

Ou podes tentar perguntar por aí. Talvez a nossa reputação já tenha chegado ao teu círculo de amigos. 😎

Não precisas de saber o nome de todas as tecnologias com as quais trabalhamos na KWAN. Mas saber que a KWAN foi fundada por um programador que estava insatisfeito com a maneira de como os programadores eram recrutados e, portanto, quis mudar isso e começar a fazê-lo da maneira certa, demonstrará ao recrutador o interesse que tens pela entrevista de emprego e que te preparaste para a mesma.   

3. Não conseguires explicar o que fazes no teu trabalho atual  

“O que estás a fazer no teu trabalho atual? ” 

“Sou um programador.” 

“Mas o que é que fazes exatamente?” 

“Programo em Java”   

Bem, a menos que sejas o “Bond, James Bond”...

Terás que elaborar mais nas tuas respostas!

O que te distingue de outros programadores de Java? 

Aqui tens uma sugestão de resposta: 

Trabalho em arquitetura de microsserviços. Colaboro na fase funcional do projeto, na definição da arquitetura e também recebo os requisitos diretamente do cliente, com o qual mantenho um contacto regular. Tenho experiência em trabalhar com Scrum e pipeline de CI / CD. Além disso, sou o único developer de back-end na minha equipa. Implemento ainda novas funcionalidades e faço manutenção evolutiva. 

4. Não mencionares que tens experiência com bases de dados  

Muitos dos nossos clientes procuram programadores com experiência com bases de dados. No entanto, quando os nossos recrutadores não perguntam diretamente, a maior parte dos candidatos não referem se têm ou não esta experiência nisto.   

“Mais de 50% dos developers que eu entrevisto não mencionam que têm experiência a trabalhar com bases de dados, apesar de ser algo que os nossos clientes valorizam bastante. Talvez se os candidatos soubessem a sua importância, seria a primeira coisa que mencionariam quando lhes pergunto sobre a sua experiência profissional” - Jorge Becho, Ambassador of KWAN 

Ter experiência em base de dados mostra que és capaz de extrair e organizar informação.

Serás visto como um profissional mais completo.   

5. Apresentares a empresa para a qual estás a trabalhar em vez de falares da tua própria experiência na mesma  

"Fala-me da tua experiência na tua empresa atual” 

"Trabalho para a empresa X, que é uma multinacional americana e está presente em 16 países. O meu projeto é composto por 40 pessoas, o que permite à empresa trazer uma excelente ligação wi-fi a utilizadores remotos...". 

Até agora, este candidato disse 0 sobre o seu trabalho. 

Nós já sabemos qual é a empresa para a qual trabalhas (fizemos o nosso trabalho de casa!) neste momento, o que realmente queremos saber é sobre ti e sobre o que TU fazes. 

6. Falar mal da tua empresa atual  

É normal dizeres que não te identificas com algumas práticas ou com a cultura da empresa onde estás a trabalhar atualmente, mas não significa que possas insultar o teu chefe ou os teus colegas, assim como queixares-te de tudo ou de nada que a tua empresa faz.  

Não é nada benéfico para ti e não é uma posição confortável para o recrutador.

Além disso, se estás a agir assim agora, quem garante ao recrutador que não farás o mesmo daqui a uns meses, com a empresa para a qual te estás a candidatar? 

7. Não colocar questões  

Podes colocar questões no início ou no fim da entrevista. Se colocares pelo menos uma questão (o ideal seriam 2 ou 3), estarás, mais uma vez, a reforçar o teu interesse na empresa e na vaga.   

Não sabes o que perguntar? O nosso Ambassador of KWAN, Rita Santos, pode dar-te algumas ideias. 

“Muitos candidatos que entrevisto, só respondem às minhas questões, mas não colocam nenhuma. E há tanta coisa que podes perguntar: como será o meu dia a dia no trabalho? Quem serão os meus colegas e qual é a posição deles? Qual é a competência mais valorizada para esta posição?” - Rita Santos, Ambassador of KWAN. 

Que mais questões podes colocar? 🤔 

Que tal perguntares aos recrutadores como é que eles chegaram até à KWAN? E qual é a parte que eles mais gostam na empresa?  

Não só estás a demonstrar interesse como também confiança, sem prejudicar a ideia que os recrutadores já formaram sobre ti.   

7 erros a evitar na tua próxima entrevista de trabalho em IT: considerações finais

O que dizes numa entrevista de emprego é o mais importante, mas a tua aparência e o espaço onde estás inserido também o são. Por isso, garante que tens algum tempo para arrumar o teu quarto, informares a tua família ou colegas que vivem contigo sobre a hora da entrevista, e ainda se tens todo o equipamento necessário para a mesma. 

Faz o teu trabalho de casa: pesquisa sobre a empresa à qual te estás a candidatar, revê a tua própria experiência e competências e prepara o teu discurso: o que vais dizer sobre ti próprio? O que te distingue dos outros candidatos? 

Lembra-te que o objetivo não é venderes a empresa para a qual trabalhas atualmente, mas sim venderes-te a ti próprio e ao teu trabalho (ah, e não te esqueças de mencionar a tua experiência com base de dados!). 

Para finalizar, não caias na tentação de falar muito negativamente sobre a tua empresa atual e, em vez disso, usa esse tempo para colocares questões ao recrutador. 

Esperemos que a experiência dos nossos Ambassadors of KWAN te ajude a melhorar o teu desempenho na tua próxima entrevista de emprego, aumentando assim as hipóteses de seres contratado para o teu emprego de sonho!  

Alerta spoiler:  esse emprego está aqui, na KWAN! Não acreditas? Fala connosco!

Leave a comment