Menu

Como mostrar os teus talentos de developer usando o GitHub

07 Setembro, 2021
Sabias que podes usar o GitHub como um portfólio online? Usa esta plataforma para reunir os teus melhores trabalhos e chamar a atenção dos recrutadores!

Quer estejamos à procura de um novo emprego ou simplesmente a tentar mostrar o nosso trabalho online, por vezes é difícil encontrar a melhor forma de o fazer.

Podemos mostrar o produto final através de um vídeo ou imagem a alguém... mas como diz Linus Torvalds, o criador dos sistemas operativos Linux:


Talk is cheap. Show me the code. - Linus Torvalds

Temos boas notícias: o GitHub veio para te salvar!

Mas antes de mais, devemos separar dois conceitos importantes. O Git e o GitHub são coisas diferentes!

O que é o Git?

Git é uma ferramenta de versionamento de código. Utilizando-o podes manter várias versões do teu projeto à medida que vais desenvolvendo novas funcionalidades.

Isto é familiar... certo?

Tens um projeto ou um documento, seja o que for, e vais criando diferentes versões manualmente até tudo estar finalmente como tu, e eventualmente os teus colegas de equipa, querem.

Usando o Git para versionar, os dias de ficheiros e pastas infinitas com nomes como "SuperProjetofinal27" estão finalmente acabados!

Vantagens do uso de Git num projeto

  • Versionamento

    Cada alteração é gravada como uma versão disponível para ser utilizada a qualquer altura.

  • Histórico e transparência da evolução do projeto

    Cada alteração, que são normalmente chamadas commits, fica registada com um autor, com data e hora a que foi feita e também com exatamente que ficheiros e linhas foram alteradas, adicionadas ou eliminadas.

  • Criação de branches (ramos)

    Para cada alteração, ou quando fizer sentido para ti e para os restantes envolvidos no projeto, podes criar um branch novo.

    Os branches funcionam como uma realidade paralela do teu projeto, na qual podes fazer alterações sem que a versão original seja afetada. Quando terminares o que querias fazer, podes passar as tuas alterações para a versão original sem que esta tenha deixado de estar funcional ou disponível para quem a quisesse utilizar!

    Vê mais sobre como este processo pode ser gerido em equipa neste link.

  • Colaboração em equipa

    Podes alterar o código do projeto, sem afetar os restantes developers, com o uso de branches. O código adicionado à versão original do projeto pode ser revisto por diferentes pessoas antes de ser incluído.

    Afinal de contas, são melhores 4 olhos do que apenas 2, não é? 👀

  • Versão funcional do projeto sempre disponível

    Com o uso de branches nunca chegas a tocar diretamente na versão original, o que faz com que possas ter o teu projeto sempre pronto a ser posto à prova sem correres o risco de fazer alguma alteração irreversível!

Então e o GitHub?

Bem como o BitBucket, o GitLab, o Azure Devops e outros, o GitHub é uma plataforma que usa Git e armazena projetos de programadores de todo o mundo.

É uma das plataformas mais famosas das que o fazem porque é de uso gratuito.

No GitHub encontras muitos projetos open source (em que o código fonte é público e aberto a contribuições de desenvolvedores exteriores à organização) nos quais também podes participar.

Um exemplo deste tipo de projetos é o Visual Studio Code, o editor de texto favorito de muitos programadores!

Podes encontrar todo o código fonte do VS Code neste link.

Também tu podes incluir os teus projetos, geri-los à medida que vais desenvolvendo e mostrar a quem quiseres todo o processo e código fonte!

Melhor ainda, podes ter o teu próprio perfil onde juntas todos os teus projetos, tens um descritivo de ti como programador e mostras no que tens vindo a trabalhar.

Faz pin aos teus melhores projetos

Podes destacar aqueles projetos em que tens mais orgulho e que achas que merecem ser vistos pelos visitantes do teu perfil.

Assim, em vez de ter de procurar por todos os teus projetos para ver quais se destacam, um recrutador encontra rapidamente aquilo que procura: o teu melhor trabalho!

Mostra a tua dedicação ao desenvolvimento

Podes mostrar um calendário que mostra a quantidade de contribuições que fizeste em projetos teus, de outras pessoas ou em equipa no último ano.

Clicando em "Contribution settings" no canto superior direito da imagem abaixo podes também escolher para mostrar o "Activity overview" para mostrar em que repositórios contribuíste e que tipo de contribuições foram.

As tuas contribuições podem variar desde: alterações no código, revisões do código de outros programadores, ou até identificação de problemas no projeto.

Como podes ver, no meu caso, só fiz commits.

Repositório pessoal

Podes criar um repositório que vai servir de bio para o teu perfil. Nele podes incluir uma descrição de quem és, do que gostas de fazer e das tecnologias com que gostas de trabalhar.

Para tal, só tens de criar um repositório com o mesmo nome que o teu nome de perfil do GitHub.

Por exemplo, o meu nome no GitHub é PMLF, por isso criei um repositório com o nome PMLF e a plataforma já sabe que esse repositório é especial. É a minha bio e é para ser apresentado na minha página de perfil.

O conteúdo vai ser apenas um ficheiro chamado README.md. Nele deves escrever em Markdown e/ou em HTML.

Põe o teu site online gratuitamente com o GitHub Pages

O GitHub dá-te a possibilidade de criares um website próprio gratuitamente! Mais uma vez, precisas de criar um repositório público com um nome específico.

O nome deve ser <nome>.github.io, onde <nome> é o teu nome de perfil, tal como no exemplo anterior.

A partir daí, fazes clone do repositório, desenvolves o teu website, e o documento index.html que incluíres na pasta mãe do repositório, vai aparecer online no url <nome>.github.io, o nome que tinhas dado ao repositório!

Assim, podes mostrar as tuas capacidades como web developer com um exemplo real e que está aberto a quem visitar a tua página!

Podes fazer um website de portfólio onde mostras aqueles projetos que tanto te desafiaram e onde falas das tuas experiências com programação.

...ou então podes simplesmente usar para lançar um website com provas científicas de que ananás 🍍 merece estar na pizza que quiser e bem lhe apetecer, para acabares finalmente com esse debate importantíssimo!

Interage com a comunidade

Seja contribuindo para open source, pesquisando por projetos que te interessem ou perguntando a outros programadores por certas tecnologias que usam, vais aumentando o teu conhecimento e experiência.

As contribuições, os follows e stars que dás e recebes em projetos ficam todos à vista da comunidade e mostram o quanto tens evoluído ao longo do tempo, deixando a tua marca no código de outros developers.

Não stresses!

Falámos de muita coisa que podes fazer para surpreender os recrutadores que te vierem a entrevistar, mas não precisas necessariamente de completar todos estes passos para ter um perfil de qualidade.

Precisas sim de dar o primeiro passo e criar um perfil no GitHub!

Depois de algum tempo investido, fica só a faltar-te a oportunidade de mostrar o teu trabalho a um recrutado.

...e seres finalmente contratado para o teu emprego de sonho! 🤩

Quanto a isso, os recrutadores da KWAN (também conhecidos por Ambassadors of KWAN) podem dar uma ajuda.

Boa sorte e fica à vontade para deixar um comentário no artigo caso fiques com alguma dúvida - prometo responder assim que me for possível. 😉

Leave a comment